segunda-feira, maio 20, 2013

That's

Exite sempre alguém que acomete em nosso caminho. Uma, duas ou três pessoas. Algumas marcam mais que as outras. A dúvida é por quê? "Se encontrar com o outro neste mundo em desnível, onde pouco se vê, provoca susto! Para este outro só posso ter sido assombração. E para mim, que coisa fui?" Provavelmente a necessidade dos porquês  seja a maldita mania de se definir e ser bem definido aos olhos de outrem, mesmo em que a definição esteja no passado. Ainda pior que a convicção do não, do desprezo, é a incerteza do que se foi. O que se foi? O que sou? That's?

sábado, janeiro 26, 2013

Meninos Lobos

Meninos Lobos, crescem fora de seus ninhos,
Perdem costumes e aprendem outros.

Meninos Lobos só sabem uivar.
Para quem os ouve, são meras gritarias ao vento, e até causam risos de vez em quando,
Mas que com o tempo não tem mera importância, são inaldíveis ou irreconhecivéis.

De certo que Meninos Lobos na cidade querem subir em árvores, mas só tem elevadores.
Querem ficar descalços mais só tem "nike" pra calçar... e Meninos Lobos querem "nike", pois suas tribos, distantes ou imaginárias, só usam "nike"...
Meninos Lobos querem ser da tribo, das tribos e toda espécie,
Suas patas-mãos feridas de tantos rastejos,
Não podem mais pegar, cavar e nem se defender... 

Meninos Lobos na verdade estão fora de seu tempo e seu espaço,
Não são de uma espécie e nem de uma tribo, co-existem em um e em outra, 
Sem jamais permanecer e ser acolhido por ambas...
Meninos Lobos não sabem dançar conforme a música,
Estão desconectos por natureza, por se fazerem fora da "natureza"...
Vão ficar sós entre corridas de caças,
Toda caça debanda por onde vai a tribo, as tribos e qualquer espécie. 

...

Todo uivo demarca um chamado por algo distante... longe...
Tão longinquo que nem quem o faz talvez o alcance...